domingo, 27 de julho de 2008

LOUCURA



Louco é aquele que queira pôr fim à loucura do amor,

Porque o Sol correrá com cavalos negros,

a terra extraírá trigo da cevada,

a corrente fluirá ao encontro da fonte...


E antes que o coração conheça a moderação,

os peixes nadarão em rios secos.


EZRA POUND

terça-feira, 22 de julho de 2008

NOCTURNO





No calmo silêncio da noite que passa

Os sonhos vagueiam sem rosto nem corpo :

Só saudades vadias perpassam no coração que resiste...


São

terça-feira, 15 de julho de 2008

"FILIPA DE LENCASTRE"



Venho falar-vos do romance histórico escrito pela jornalista Isabel Stilwell sobre Philippa of Lancaster, sobrinha de Eduardo de Inglaterra( o Príncipe Negro), mulher de D. João I de Portugal e mãe da ínclita geração.


Como já disse anteriormente, tudo quanto aqui partilho convosco, baseia-se na minha análise pessoal e subjectiva e no facto de ser uma leitora compulsiva desde a infância. Neste caso, devo acrescentar ainda a minha paixão por História e o meu gosto por romances históricos.


Os romances históricos têm a capacidade de nos aproximar de factos reais e de humanizarem as figuras que, de um modo ou de outro, nos aparecem distantes e só enfocadas naquilo que as tornou conhecidas . Além disso, o género permite uma liberdade que, por exemplo, a biografia não comporta.


Enquanto a biografia deve ser imparcial, o romance histórico ( embora seguindo a verdade histórica) permite a quem escreve suavizar o lado mais escuro das pessoas intervenientes. E até fazê-las cruzar com personagens totalmente ficcionadas.


É o que a autora aqui faz, de uma maneira muito interessante e servida por uma escrita agradável, fluida e que nos prende a atenção.


É bem clara a simpatia que Isabel Stilwell nutre por esta princesa inglesa que deu um novo rumo à corte portuguesa. E que faz questão de acompanhar , na primeira parte da obra, desde a infância. Enquanto na segunda parte nos dá a vida da Plantegeneta enquanto soberana .


E é neste dia em que se completam 593 anos da morte, por peste negra, da rainha com que se iniciou a dinastia de Avis que vivamente recomendo a leitura deste livro.


Antes de acabar, só acrescento que o Tratado de Windsor vigora desde essa época e que, pessoalmente, considero que tem sido desastrosa para nós por muitas razões esta aliança de séculos com Inglaterra.


Fiquem bem.

quinta-feira, 10 de julho de 2008

"ESCONDERIJO"




Dentro do verso

M´escondo

Atravessando a luz

Rumo à origem

Desta água

Onde perco as sendas

Dos espelhos

Quando fito a verdade

Nos olhos da morte.


São ( 6 de Março , 1985)

quinta-feira, 3 de julho de 2008

MEDITERRÂNEO

















Espero que estas imagens do Mediterrâneo, mar-berço da civilização, vos agradem tanto como a mim.
Feliz fim de semana.